As it goes…/Wie es geht…/ Como as coisas vão…

Life is going crazily fast and I’m trying my best to grab it with my nails. Sometimes I stop writing because I think no one is reading this and there is no point, but then I come back every now and then.

I have this thing that when I look at some people, my heart just drops. I don’t know what to make with this feeling because on one side it makes me feel as if I’m superior then them and I feel bad for them somehow; but on the other side, I have no control. I know this will sound cliché, but I wish I could just hug them and make them feel good. I use the public transport a lot and I see so many kinds of people. I don’t know how, but I wish I could just tell some of them that I noticed them and that I actually care about the little things that might be causing some sadness. 

I know, I know. This all sound like a huge drama. 

—————-

A vida está passando rápido demais e eu estou tentando ao máximo agarrá-los com as unhas. Às vezes eu paro de escrever porque eu acho que ninguém está lendo isso e não tenho motivo pra continuar escrevendo, mas de vez em quando eu volto.

Eu tenho essa coisa que quando eu olho para algumas pessoas, meu coração simplesmente “cai”. Eu não sei o que fazer com esse sentimento porque, por um lado isso me faz sentir como se eu fosse superior a eles e me sinto pena deles de algumas forma, mas do outro lado, eu não consigo controlar. Eu sei que isso vai soar clichê, mas eu queria poder abraçá-los e fazê-los se sentir bem. Eu ando bastante de ônibus e metrô e vejo tantos tipos de pessoas. Eu não sei como, mas eu gostaria de poder dizer pra alguns deles que eu os notei e que realmente me preocupo com as pequenas coisas que podem estar causando alguma tristeza.

Eu sei, eu sei. Isso tudo soa como um grande drama.

 

 

Documentary/ Documentário/ Dokumentation

I’m not sure f I mentioned before, but I love documentaries that are well done. I came across this one, “The House I Live In”, about the war on drugs in the US. It is very interesting, please take the time to watch even if you don’t live in the US.

http://www.youtube.com/watch?v=orAtTCKA6Qs

—————–

Não sei se já falei que eu adoro documentários. Eu achei esse “The House I Live In” uns dias desses e achei muito bem feito. É em inglês, mas talvez ache em português. Mesmo se você não mora nos EUA é interessante já que esse tipo de sistema de justiça não existe só nos EUA. 

http://www.youtube.com/watch?v=orAtTCKA6Qs

Writing/ escrevendo/ schreibend

I want to start writing again. I was always so obsessed with language growing up. After changing countries; however, I stopped. In the beginning I just couldn’t writing the way I wanted. I could give the subtle beauty words need. Then I went to journalism school, where my creativity died. I know we all need to be criticized and polished, but because of my insecurity I just curled up and wrote what they wanted to read. 

I gave up on all my dreamy literature to go into the ‘real’ world. I want to go back though, I want to try and learn again. I was reading some of the things I wrote in my journal and I can’t believe I wrote them – they tell such an intimate story of me. I want that back. I want the dreamy Paulina back. The Paulina that believe that through words we can achieve plentifulness.  

————————–

Eu quero voltar a escrever. Crescendo eu sempre fui tão obcecada com línguas. Depois da mudança de países, no entanto, eu parei. No começo, eu simplesmente não conseguia me expressar como eu queria. Eu não conseguia dar a beleza sutil que as palavras precisam. Então eu fui para a faculdade de jornalismo, onde minha criatividade morreu. Eu sei que todos nós precisamos ser criticados e polidos, mas por causa da minha insegurança eu só me encolhi e escrevi o que eles queriam ler. 

Eu desisti de todo o encantamento literário ao ir para o mundo ‘real’. Porém eu quero voltar, eu quero tentar e aprender novamente. Eu estava lendo algumas das coisas que eu escrevi no meu diário e eu não acredito que eu que escrevi – eles contam uma história tão íntima de mim. Eu quero isso de volta. Eu quero a sonhadora Paulina de volta. A Paulina que acredita que através de palavras, podemos alcançar plentitude.

Goulash

Yesterday we went to the Isar to cook goulash with out Hungarian friends. Each person had to take 200 grams of meat, onions, tomatoes, bell peppers and potatoes and all went into this huge pot to cook for around 4 hours. Hours that we spent floating in the river, drinking, snacking and shaking the big pot.

It was delicious!!

Of course it started storming at night, so most people packed their bags and left. Some of our friends, Dennis and I just decided to go under the bridge and finish our drinks. When the storm calmed down a bit, we biked home. It was such a fun ride! It was still warm and we were singing the way home under the rain. A very nice way to end the day by the river with Hungarian goulash =)

Of course I forgot to take pictures of the finished goulash and of us under the bridge, so I leave that to your imagination.

——————————————-

Ontem fomos ao Isar para cozinhar goulash com nossos amigos da Hungria. Cada pessoa tinha que levar 200 gramas de carne, cebolas, tomates, pimentões e batatas que íam tudo nessa panela enorme para cozinhar por cerca de 4 horas. Horas que passamos flutuando no rio, bebendo, petiscando e é claro, mexendo a panela.

Ficou delicioso!

Claro que começou a chover à noite, a maioria das pessoas arrumaram suas coisas e foram embora. Eu, alguns de nossos amigos e o Dennis decidimos ir por baixo da ponte e terminar nossas bebidas. Quando a tempestade se acalmou um pouco, nós voltamos de bicicleta para casa. Foi muito divertido! Ainda estava quente e nós fomos cantando o caminho todo até em casa. Uma ótima maneira de terminar o dia à beira do rio com goulash húngaro =)

Claro que eu esqueci de tirar fotos do goulash pronto e nós debaixo da ponte, entã0 isso fica para a sua imaginação.

Image

ˆˆˆprepating for the goulashˆˆˆ

Image

ˆˆˆcooking the meat and onionsˆˆˆ

Image

ˆˆˆShaking the potˆˆˆ

Image

ˆˆAdd eveything elseˆˆˆ

Image

ˆˆˆsmokeˆˆˆ

Image

ˆˆˆWaiting for the goulashˆˆˆ

 

 

 

 

Why/ Warum/ Por que

Life is hard sometimes. It is hard in the subtle details, not in the big picture. I wonder how people can just be 100% happy. Are they 100% happy? Is it possible? I feel so bad about complaining sometimes. I know I’m a lucky girl in many aspects, but there are a few that I just can’t be and it seems to ruin all the other ones. Some people are lucky to have a little of everything, but I’m not. I lack a part that I planned on having and I just can’t let it go. Sorry for the crazy mysterious post.

“Then she thought that she might have been mistaken. Besides, she wasn’t sure of anything anymore. Everything, within her and without, was abandoning her. She felt herself lost, rolling beyond control in bottomless abysses…”
Madame Bovary (I love this books)

—————————-

A vida é dura às vezes. É dura nos detalhes sutís, e não em geral. Eu me pergunto como as pessoas podem ser 100% feliz. Elas são 100% feliz? Isso é possível? Eu me sinto tão mal por reclamar às vezes. Eu sei que sou uma garota de sorte em muitos aspectos, mas há alguns que eu não consigo ser e isso parece estragar todas as outras. Algumas pessoas têm a sorte de ter um pouco de tudo, mas eu não. Me falta uma parte que eu planejava ter e eu não posso deixar pra lá. Desculpem o post misterioso.

“Então ela pensou que ela poderia estar enganada. Além disso, ela não tinha certeza de nada. Tudo, dentro e fora dela, foi abandonando. Sentiu-se perdida, rolando além do controle em abismos sem fundo …”
Madame Bovary (Eu amo este livro)

Birthday/ Aniversário/ Geburstag

I actually can’t believe I’m 25. I’m mid-twenties. I’m a quarter-century. I’m getting old.

I did, however, had two great celebrations. On the actual day of my birthday I worked and it was actually nice to be spoiled by my students with cakes, chocolates and the sorts. For dinner, I went to Paros, Greek restaurant that is very popular in Munich. It was great! Delicious food, super friendly staff and the best atmosphere. When is around 10pm they give everyone shots of ouzo (this Greek hard liquor), turn down the lights, and throw napkins at everyone. I also heard that if they have any bachelor party, they also break plates (like the Greek tradition). People even danced on the tables, (but still classy)! This definitely made Dennis and I really want to go to Greece.

On the next day we had a BBQ at the Isar. It was so nice and relaxing to hang out with friends in the sunny day (which this Summer has been rare). 

Who knows me knows how important friends are to me. I’m so happy to know that I have such great people around me. Even the ones far away showed me their love through messages and phone calls. 

—————

Eu realmente não posso acreditar que fiz 25 anos. Pra mim já é quase 30 (haha). Umm quarto de século. Eu estou ficando velha.

Mesmo assim celebrei duas vezes. No próprio dia do meu aniversário eu trabalhei e foi bom ser mimada pelos meus alunos com bolos, chocolates e mais guloseimas. Fomos jantar no restaurante Paros, um restaurante grego que é bem popular em Munique. Foi ótimo! Comida deliciosa, garçons e dono super simpáticos e uma atmosfera incrível. Em cerca das dez horas eles dão doses de ouzo (este licor grego) pra todo mundo, desligam as luzes e começam a jogar guardanapos em todo mundo. Me disseram que quando eles têm alguma despedida de solteiro, eles também quebram pratos (como a tradição grega). As pessoas ainda dançaram nas mesas, mas tudo sem parecer brega! Esse lugar definitivamente fez eu e o Dennis quererem ir para a Grécia.

No dia seguinte, tivemos um churrasco no Isar. Foi muito gostoso e relaxante sair com os amigos num dia quente (o que aqui é raridade esse verão).

Quem me conhece sabe o quão importante são meus amigos para mim. Fico tão feliz de saber que eu tenho tanta gente maravilhosa ao meu redor. Mesmo os que estão longe me mostraram o seu amor por meio de mensagens e telefonemas.

Image

Image

^^^the waiter throwing napkins at me^^^

Image

^^^Sara made delicious cupcakes for my birthday!^^^

Image

^^^She also attacked Geri with the water gun^^^

Image

^^^Nina and  being classy with the camping wine glasses^^^

 

Guests/ Visitas/ Gäste

Aside

Dennis’ brother and girlfriend came to visit this weekend and I feel old being tired after a full weekend. But it is my birthday week, so I can feel old and it is ok.

Dennis made delicious burgers on Friday for dinner and we went out to have some drinks. Even with the terrible rain/ weather, we still went to Tollwood – this festival that we have twice a year in Munich. Of course I ate my Moroccan dish with beef and dates.

For dinner we went to Dennis’ favorite Ethiopian restaurant, Blue Nile. If you’re in Munich and are tired of eating the fatty Bavarian food, please go to Blue Nile. It is delicious and such a cool atmosphere. Plus, I love eating with my hands without feeling like a barbarian.

On Sunday we went to the street festival – to eat again. We ate so much this weekend, that after Dani and Thomas left, we decided to go jogging. To finish the weekend, we went to watch the World War Z, but this will be in another post.

I definitely miss having family around. I miss the days I would just hang out with my brothers in the house watching movies and eating. This is the worst part of living abroad for sure.

Anyway, here are some pictures of our busy weekend.

——————–

O irmão e a namorada do Dennis vieram nos visitar esse fim de semana e eu estou me sentindo velha por estar cansada depois de um fim de semana cheio de atividades. Mas é a semana do meu aniversário, então eu posso me sentir velha.

Na sexta o Dennis fez  melhores hambúrgueres para o jantar e saímos para beber e bater papo. Mesmo com a chuva / tempo terrível, no sábado fomos pro Tollwood – este festival que acontece duas vezes por ano em Munique. Claro que eu comi meu prato marroquino preferido com carne e ameixas.

Para o jantar, fomos ao restaurante etíope favorito do Dennis, Blue Nile. Se você estiver em Munique e estiver cansado de comer a comida gordurosa Bávara, vá comer no Blue Nile. É delicioso e uma atmosfera super descontraída. Além disso, eu adoro comer com as minhas mãos sem sentir um bárbaro.

No domingo fomos para o festival de rua aqui perto – para comer novamente. Nós comemos tanto este fim de semana, que depois que a Dani e o Thomas foram embora, decidimos ir fazer jogging. Para terminar o fim de semana, fomos assistir o World War Z, mas isso contarei no outro post.

Eu definitivamente sinto falta de ter a família por perto. Tenho saudades dos dias que eu só ficava em casa com meus irmãos assistindo filmes e comendo. Esta é a pior parte de viver no exterior, com certeza.

Enfim, aqui estão algumas fotos do nosso fim de semana.

Image

ImageImage^^^Yummy food^^^Image^^^Afterwards^^^Image^^^After eating a lot^^^